Quem trabalha mais de 10 horas por dia pode morrer do coração

Quer receber notícias do Portal Saúde pelo whatsapp? Clique aqui

Trabalhar mais de 10 horas por dia pode aumentar as chances de avc. O alerta é de um estudo francês que envolveu mais de 140 mil participantes e constatou que aqueles que trabalharam dez ou mais horas por dia, durante pelo menos 50 dias por ano, tiveram um risco 29% maior de acidente vascular cerebral. E isso não se aplica apenas as horas no escritório. Os especialistas alertam que mesmo quando o trabalho que continua a ser executado de casa pode ter riscos negativos para a saúde. Além disso, funcionários que trabalham longas horas tendem a ter pior saúde mental e sono de baixa qualidade.

Os pesquisadores ainda não sabem dizer ao certo se os ataques cerebrais seriam uma consequência direta da carga de trabalho ou do tipo de trabalho realizado. O objetivo do estudo é entender o que está por trás desse risco e prevenir. Agora, os próximos estudos serão para analisar a relação entre excesso de trabalho e outras doenças do coração.

O estudo não detalha quais atividades profissionais tornam as pessoas mais propensas aos ataques cerebrais. Mas já é comprovado que os horários noturnos, após as 10 da noite, e alternados, são nocivos para a saúde.

Um outro estudo internacional também relacionou muitas horas de trabalho e um aumento.

Na probabilidade de fumar, beber em excesso e ganhar peso.  Fatores que aumentam as chances de problemas no coração.

 

internacionalsaude

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Post

Michele Marques a grande referência no produto de eficácia para tratamento de estrias

Sun Feb 2 , 2020
Quer receber notícias do Portal Saúde pelo whatsapp? Clique aqui É muito comum escutar a grande maioria das pessoas dizerem que não possui tratamento para estrias, porém contrariando a todos e principalmente as perspectiva do mercado, a Michele Marques Cosméticos, conseguiu desenvolver um produto com teste de eficácia clínica comprovada, […]