Dia Mundial do Câncer alerta para conscientização sobre a doença

Saiba o que você pode fazer para ajudar na prevenção

O Dia Mundial do Câncer, 4 de fevereiro, é uma iniciativa da União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). O intuito é promover maior conscientização e educação sobre a doença, que segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apresentaria cerca de 600 mil novos casos no Brasil, em 2019.

Para o triênio 2020-2022, o INCA aponta que os tipos mais incidentes de cânceres no Brasil serão os de pele não melanoma, mama, próstata, cólon e reto, pulmão e estômago.

Diante desse cenário, fica a pergunta: será que é possível adotar medidas preventivas? A resposta é sim! Ainda de acordo com o INCA, a prevenção engloba ações para reduzir os riscos do aparecimento da doença. Em primeiro lugar, é preciso impedir que o câncer se desenvolva, o que inclui evitar exposição aos fatores de risco e adotar um estilo de vida saudável.

A prática de atividade física regular tem se mostrado uma forte aliada no combate à doença. Segundo estudo recente realizado pela Sociedade Americana de Câncer e outras entidades norte-americanas, os exercícios reduzem o risco de desenvolvimento de sete tipos de tumores. Ao fortalecer as defesas do corpo, exercitar-se ajuda na prevenção não apenas dessa, mas de diversas outras enfermidades.

No que tange ao câncer de pele não melanoma, é importante que sejam adotadas algumas medidas que ajudam a evitar o seu aparecimento, tais como a aplicação de filtro solar de três em três horas, evitar exposição ao sol em períodos de maior intensidade de radiação (entre 10h e 16h) e usar proteção física, tais como chapéu e camiseta.

Segundo a dermatologista do Hospital do Câncer Anchieta, Dra. Letícia Motta, as áreas mais sensíveis são as expostas à luz de forma rotineira como face, tórax e antebraços. Os principais sinais de alerta que se deve ter atenção, de acordo com a médica, são as feridas que não cicatrizam, lesões que sangram com facilidade ou de crescimento rápido.

Os carcinomas de mama e próstata aparecem em segundo e terceiro lugar, respectivamente, e causam grande preocupação em mulheres e homens na atualidade. O oncologista do Hospital do Câncer Anchieta, Dr. Marcos França, explica que as causas do tumor mamário são variadas. “O sexo feminino possui maior risco em comparação ao masculino. Tem também a questão do histórico familiar, obesidade, etilismo, uso de terapia de reposição hormonal e tratamento com radioterapia previamente. Porém, é um tumor curável em grande parte dos casos se detectado na fase inicial, sendo o diagnóstico precoce fator de grande importância para a cura”, destaca.

Em relação ao câncer de próstata, o médico indica que a avaliação rotineira se inicie entre 40 e 45 anos de idade, com a realização de exames de toque, combinado com a dosagem regular do PSA para investigações de alterações nessa região. Para os que possuem risco familiar, pode haver a necessidade de iniciar as avaliações mais precocemente, a depender de cada caso.

O oncologista ressalta que, atualmente, existem tratamentos mais modernos para combater o câncer. Ele cita, por exemplo, o uso de novas medicações como os anticorpos monoclonais, que visam a não apenas destruir as células tumorais, mas também impedir que o tumor promova o desenvolvimento de vasos sanguíneos para si.

Além disso, o especialista cita a imunoterapia. “Novos estudos mostraram a eficácia dessa técnica, que objetiva melhorar o sistema de defesa do paciente para que as próprias células do sistema imunitário combatam a lesão tumoral”, aponta.

Saiba mais:

Imunoterapia é alternativa para combater o câncer

Casos de câncer na família não significa hereditariedade da doença

Confira as dicas do INCA para a prevenção ao câncer:

· Não fumar

· Mantenha uma alimentação saudável

· Mantenha o peso corporal adequado

· Pratique atividades físicas

· Amamente

· Mulheres devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero com regularidade

· Vacine-se contra o HPV e contra a hepatite B

· Consuma bebidas alcoólicas moderadamente

· Evite a ingestão de carne processada

· Evite exposição solar entre 10h e 16h. Use protetor solar

internacionalsaude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Câncer de Mama: 4 milhões de brasileiras entre 50 e 69 anos nunca realizaram uma mamografia

ter fev 4 , 2020
Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) trazem uma boa notícia: os índices de mortalidade por câncer de mama continuam caindo no Brasil. Apesar do levantamento divulgado indicar que cerca em 2019 foram diagnosticados 60 mil novos casos , mantendo a média dos últimos anos – um volume alto, de […]